terça-feira, 19 de novembro de 2019

Começa a segunda etapa de vacinação contra o sarampo

Começou nesta segunda-feira a segunda etapa da campanha contra o sarampo. O objetivo é aumentar a cobertura vacinal na faixa etária de 20 a 29 anos, que apresenta maior número de casos da doença. Uma estimativa do Ministério da Saúde mostra que mais de 780 mil jovens paranaenses possivelmente não estão vacinados contra o sarampo. No Paraná, entre os 368 casos confirmados na última semana, 195 estão na faixa de idade entre 20 e 29 anos. A vacina contra o sarampo está disponível gratuitamente o ano todo nas unidades básicas de saúde, mas as mobilizações se tornaram necessárias para bloquear o surto da doença, já que muitas pessoas deixaram de tomar a vacina e estão com esquema de imunização incompleto. A primeira etapa de vacinação foi para crianças de seis meses e cinco anos incompletos, que são mais vulneráveis às complicações do sarampo, e agora o alvo é a faixa de 20 a 29 anos. O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, afirmou que a situação preocupa, e que as pessoas que não têm certeza se já tomaram a vacina devem ir até uma unidade de saúde. O sarampo é totalmente evitável com duas doses da vacina, que é segura e altamente eficaz. Altas taxas de cobertura vacinal, acima de 95%, são necessárias para garantir que a doença não se espalhe. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, os maiores surtos estão em países que têm atualmente ou tiveram no passado baixa cobertura vacinal, deixando muitas pessoas vulneráveis. As razões para as pessoas não serem vacinadas variam significativamente entre comunidades e países, incluindo falta de acesso a serviços de saúde ou vacinação de qualidade; conflito e deslocamento; desinformação sobre vacinas ou pouca conscientização sobre a necessidade de vacinar. Em vários países, o sarampo está se espalhando entre crianças, jovens e adultos que não se vacinaram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário