terça-feira, 26 de novembro de 2019

Professores da UEL entram em greve por tempo indeterminado

Durante assembleia na tarde de segunda-feira (25), os professores da Universidade Estadual de Londrina (UEL) decidiram entrar em greve por tempo indeterminado partir da próxima segunda, dia dois de dezembro. Segundo o presidente do Sindiprol/Aduel, Ronaldo Gaspar, a decisão acompanha as demais categorias do funcionalismo estadual, que também optaram pela paralisação junto ao Fórum Estadual dos Servidores (FES). De acordo com Gaspar, a greve geral foi motivada pelas mudanças no Regime de Previdência dos Servidores, que, na visão dele, serão prejudiciais aos trabalhadores. No fim de semana, os professores e funcionários das escolas estaduais já haviam deliberado pela deflagração de greve. “O problema é que o governo apresenta uma proposta, novamente, no final do ano, em regime de urgência, sem apresentar os dados efetivos da previdência, sem levar em consideração o ‘saque’ que foi feito no último período. Portanto, o responsável por isso é o governo e não os servidores”. Por meio de nota oficial, a UEL informou que aguarda a notificação do sindicato sobre a decisão de greve. Porém, a Coordenadoria de Comunicação adiantou que a segunda fase do vestibular será mantido normalmente nos dias 1º, 2 e 3 de dezembro, inclusive com aval do próprio Sindicato dos Professores. Vejam a matéria completa na Rádio Paiquere, CLIQUE AQUI.

Nenhum comentário:

Postar um comentário