segunda-feira, 30 de dezembro de 2019

Confusão no Hospital Municipal de Borrazópolis mobiliza a PM

Uma confusão acabou mobilizando a Policia Militar de Borrazópolis na madrugada de domingo. Segundo informações a equipe da PM deslocou até o Hospital Municipal de Borrazópolis, onde o médico de plantão relata que deu entrada no referido hospital uma mulher com quadro de transtorno de ansiedade. Que enquanto a equipe de enfermagem fazia o primeiro atendimento, que é o padrão antes de acionar o médico, o marido da referida mulher, juntamente com uma terceira pessoa, invadiram o hospital, perturbando a tranquilidade do local, desobedecendo às ordens do segurança, que tentou contê-los, porém sem êxito. Que ambos adentraram o hospital e foram até o alojamento do  médico, gritando que o médico teria obrigação de atender sua esposa antes mesmo das enfermeiras, que se não atendesse naquele momento "o bagulho ficaria louco", que atenderia na marra se fosse preciso, que chamaria o prefeito e que filmaria tudo para ferrar com o referido médico. Que no momento que o médico saiu do alojamento e foi até o corredor para averiguar a situação, o marido da paciente agrediu o médico com um empurrão no peito. Que mesmo com ambos alterados e agressivos, o médico foi até o pronto socorro para atender a esposa, momento em que ambos os autores começaram a filmar com seus celulares e dizer que era uma vergonha e que isso não ficaria assim, momento em que o médico pediu para que parassem de filmar e ficassem em silêncio, para que pudesse atender a paciente, o marido novamente o agrediu com um empurrão, então ambos começaram a desacatar a equipe medica. Com a chegada da equipe, ambos receberam voz de abordagem, e ao receber voz de prisão, na presença da equipe ainda ameaçaram novamente, dizendo que entrariam em contato com o prefeito, e que após sair da delegacia, entrariam com uma ação para complicar tanto o médico quanto a equipe policial. Posto isto todas as partes foram encaminhadas até a 53ª DRP de Faxinal, para as providências cabíveis quanto aos fatos. Que enquanto a equipe confeccionava o boletim de ocorrência, a equipe do hospital municipal informou que a esposa do agressor havia se evadido do hospital sem a liberação médica, mesmo antes de tomar toda a medicação prescrita pelo médico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário