quinta-feira, 2 de janeiro de 2020

LUNARDELLI -Pessoa faz queixa de suposto abuso sexual

Ao registrar o boletim, a Polícia Militar percebeu que a solicitante, a princípio um homossexual,  estava entrando em contradição  e que o suposto crime pode não ter ocorrido   
    
Um queixa de suposto abuso sexual foi registrada em Lunardelli, mas as atitudes da pessoa que fez  denúncia, levaram a Polícia Militar a suspeitar que as informações estão desencontradas. O caso foi encaminhado para  a Polícia Civil, de São João do Ivaí, que fará uma investigação para apontar o que realmente aconteceu.   A princípio, era dia 01 de janeiro, de 2020, quando uma mulher, ou homossexual,  afirmou que, pela madrugada,  saiu de  São Pedro do Ivaí com o seu carro, VW Voyage de cor prata, para buscar uma amiga em Jardim Alegre-PR. Alega ela que, em outro carro,  estava um senhor, o qual havia conhecido há poucas horas,  e que mora em Lunardelli-Pr. Também que  ele pediu para passarem na casa de um amigo, na referida cidade de Lunardelli, onde, após entrar na casa, com ajuda do referido  amigo, obrigaram ela a fazer sexo oral.  Quando os soldados chegaram ao  local,  a solicitante começou a desatar  a PM e chegou a dizer que era  "Garota de Programa", que tinha clientes importantes e, por isso, iria prejudicar os militares. Em um determinado momento, também afirmou ser soro positivo  (Aids) e que as pessoas, entre elas, as que promoveram o abuso, seriam contaminadas. Dentro do veículo da vítima, que havia sido levao para uma casa vizinha, após buscas veicular, foram encontrados 620 reais, embaixo do banco do passageiro, sendo que  ela deu a entender que a equipe havia pegado parte do dinheiro, afirmando que deveria ter 720. Os acusados negaram a versão da suposta vítima, dizendo que a história é totalmente descabida. Ao fim, o caso foi entregue na delegacia e as devidas providências foram tomadas.  Como as informações estão desencontradas, todos os dados foram preservados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário