segunda-feira, 20 de abril de 2020

BORRAZÓPOLIS - Golpistas se passam por funcionários do Ministério da Saúde

Com o álibi que precisavam dar orientações sobre o Coronavírus, os meliantes pediram número de documentos da vítima  

           Em Borrazópolis, no dia 19 de abril, às 15h30min, na Av. Brasil, uma mulher acionou a Polícia Militar, dizendo que recebeu ligação telefônica de um homem e uma mulher. Eles se passaram por funcionários do Ministério da Saúde e disseram que a ligação tinha como objetivo orientar sobre os procedimentos de cuidados referentes ao Covid-19, dizendo que ela precisava deixar a casa arejada e limpa, entre outras recomendações, porém, posteriormente, solicitaram seu nome completo, CPF, data de nascimento e outras informações, condutas que não condizem com as adotadas pelo ministério da saúde. Como a mulher informou todos os dados solicitados, decidiu procurou o Destacamento para registrar o boletim, pois acredita que seu nome será utilizado de forma indevida. Pessoas de Tamarana, Manoel Ribas e Ivaiporã, também informaram terem recebido ligações dos mesmos golpistas. ATENÇÃO - O Ministério da Saúde, informa que realmente a população receberá ligações automáticas por meio do número 136 para fazer avaliação à distância de sintomas, acompanhar evolução da doença e mapear áreas de risco de contágio do coronavírus. Trata-se de um mecanismo que permitirá a busca ativa para identificar antecipadamente pessoas vulneráveis, com sinais e sintomas de infecção por coronavírus, através do disparo de ligações com atendimento automatizado para encontrar possíveis casos. “Fizemos um algoritmo que faz disparo de ligações para 125 milhões de brasileiros. Esses disparos estão ligados em um grande data center, que irá nos ajudar a antecipar o nome das pessoas, onde elas estão, se são grupo de risco, com quem convivem. Vamos disparar as ligações, então não se espantem se o seu telefone tocar. É como se fosse uma consulta, por meio de uma voz artificial, que vai fazer uma triagem. Vai fazer algumas perguntas para saber se pode te acompanhar. É um sistema de inteligência artificial que irá nos ajudar muito”, explicou o Ministério. Outros detalhe é que trata-se de uma gravação e não são solicitados dados pessoais, por isso, as pessoas precisam ficar atentas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário