segunda-feira, 20 de abril de 2020

TRAGÉDIA - Homem de Marumbi mata a ex-mulher em Sarandi





A cidade de Marumbi, ficou enlutada, ao receber, no domingo, dia 19 de abril, de 2020, a notícia da morte de um casal. Na segunda-feira, 20 de abril, por volta das 08 horas da manhã, os dois corpos estavam sendo preparados na Funerária Ser Luto, de Kaloré, para que pudessem ser velados. Segundo o Repórter Corujão, do Sistema Pinga Fogo de Rádio, o crime ocorreu na Rua Dom João VI, Jardim Panorama, na cidade de Sarandi. Gustavo Brionis de Brito, um eletricista de 28 anos, e a esposa Katlyn Musa Procópio, de 22 anos, foram encontrados mortos sobre a cama. Segundo o delegado de Polícia Civil, Adriano Garcia, a princípio o marido teria matado a esposa com 4 tiros, e na sequência cometeu o ato extremo (suicídio). Os corpos foram encontrados na noite de domingo (19 de abril), por familiares do casal que foram até o imóvel, e arrombaram uma das portas da casa. Um parente, de Marumbi, informou que, há quatro anos, eles decidiram morar em Sarandi, mas sempre estava em Marumbi.  Ao lado dos corpos, policiais civis e militares, encontraram um revólver calibre 38. O corpo da moça apresentava quatro perfurações, sendo 02 tiros na cabeça, 01 no braço e 01 tiro no tórax. Segundo um perito da Polícia Científica, os disparos foram realizados a queima roupa. Já o rapaz apresentava um ferimento no crânio. Devido o estado de rigidez cadavérica que encontrava-se os corpos, possivelmente as mortes ocorreram durante a madrugada. Familiares relataram ao delegado, que o casal conviviam juntos, há quatro anos. Porém estavam em processo de separação. As autoridades policiais, tomaram conhecimento, que Katlyn saiu sábado (18), à noite na companhia de uma amiga. Ela teria retornado para casa, por volta da 01:00 da madrugada de domingo. A moça era estagiária em uma Unidade Hospitalar. Já a família, em Marumbi, nega que a moça teria saído com um amiga e afirma que, mesmo depois de morta, estão querendo denegrir sua imagem, para justificar um crime brutal.  Também afirmaram que há tempos ela vinha sendo ameaçada pelo autor, com quem namorava desde os 12 anos.   Gustavo tinha o sonho de ser policial militar, inclusive estava estudando para prestar o próximo concurso da PM-PR, segundo relatos de conhecidos do rapaz. O local do ocorrido foi isolado pelas forças de segurança (PM GM e PC), e após a conclusão do trabalho realizado pelo perito criminal, agentes do IML de Maringá, removeram os corpos. O revólver foi apreendido, e tudo será apurado através de um inquérito instaurado pela polícia civil. Nas próximas horas, familiares e pessoas próximas ao casal, deverão prestar depoimentos ao delegado responsável pelas investigações. (Mais detalhes no Corujão Notícias) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário