terça-feira, 5 de maio de 2020

ALERTA - Caso de Raiva Animal é detectado em Grandes Rios

Animais herbívoros, num raio de 12  quilômetros, de Grandes Rios, precisam ser vacinados. Produtores do assentamento Maila Sabrina, em Ortigueira; Cruzmaltina, Faxinal  e até Ivaiporã e Jardim alegre estão sendo orientados 


No link de vídeo, ouça entrevista com o médico veterinário Alfredo, da ADAPAR de Faxinal, comentado sobre o tema 
       O médico veterinário Alfredo, disse a Rádio Nova Era e Blog do Berimbau, que a Unidade da ADAPAR de Faxinal e Grandes Rios, informa que há um foco de raiva animal no município de Grandes Rios, na região do Ribeirão Bonito, por isso, a ADAPAR recomenda a vacinação de todos os herbívoros (bovinos, búfalos e equinos) pelo menos num raio de 12 km do foco. "Essa região pega praticamente todo o município de Rrandes Rios, uma parte de Cruzmaltina, de Faxinal e de Ivaiporã, e Jardim Alegre, além do Assentamento Maila Sabrina, de Ortigueira", informou Alfredo. A doença não tem cura e, uma vez contaminado, o animal morre. A raiva pode ser transmitida de animais para humanos, levando-os à morte. PERIGO – A raiva é uma doença endêmica na América do Sul. A morte é inevitável para animais e humanos em praticamente todos os casos de comprovação da enfermidade. Ela é transmitida pelo morcego hematófago (que se alimenta de sangue), seu principal hospedeiro. Por isso, é recomendado notificar a Adapar em caso de animais com sinais neurológicos e fazer a vacinação, forma mais eficaz de prevenir essa doença viral. Entre os sintomas mais visíveis estão o andar cambaleante, mugido constante, falta de apetite e salivação intensa até a morte, que ocorre em até 10 dias. É importante ainda comunicar o órgão sobre a presença de supostos abrigos de morcegos, para que sejam cadastrados e monitorados periodicamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário