segunda-feira, 4 de maio de 2020

APUCARANA - Três ocorrências de tráfico em um mesmo dia

Policiais plantão, com apoio  de equipes  como a ROCAM e ROTAM, registraram três ocorrências de tráfico. Na primeira, meliantes tentavam jogar droga dentro do presídio.  Núcleo da Fraternidade e Vila Regina, também houveram prisões



        O Décimo Batalhão informou que, na madrugada de 04 de maio, e tarde da mesma data, três ocorrências de tráfico de drogas, foram registradas. O Major Vílson, em entrevista coletiva, parabenizou equipes, como a ROCAM e ROTAM, que realizaram mais um brilhante trabalho, assim como as viaturas do CPU - Que é do comando de operações. A primeira situação foi nos fundos do minipresídio, onde 2 indivíduos estavam tentando invadir o local. Dois jovens, um menor, de 16 anos, e outro, de 19 anos, estavam com uma escada, escalando o muro para jogar o entorpecente dentro da cadeia, assim como materiais para que a traficância pudesse ocorrer  no local, como também objetos para facilitar a fuga. Na busca pessoal, foram apreendidas 7 embalagens em forma de corda, compostas de 3,265 Kg de maconha separados em 42 envólucros; 75g de cocaína em 70 pinos e 1 envólucro; também 29 celulares; 6 serras corta ferro; 5 caixas de cola; 28 papel seda e 6 carregadores de celular. Foi dada voz de prisão aos suspeitos e encaminhados para a 17ª SDP para as providências cabíveis. TRÁFICO DOIS - O segundo caso, foi na dia 04 de maio, de 2020, na Rua Natividade, fundos do Bairro Fraternidade. Um menor, de 16 anos, foi apreendido. Ele estava em uma casa dos fundos e saiu correndo, mas foi acompanhado e abordado. Foram localizados: 84 eppendorfs de cocaína e mais 05 porções in natura que renderiam cerca de 70 pinos (77 gramas ); 40 pedras de crack e mais 03 porções grandes que renderiam 80 pedras (14 gramas); 130 gramas de maconha ( 03 porções); 02 balanças de precisão; uma 01 peneira; 02 colheres para mistura; 179 eppendorfs vazios; R$359,70; um celular Samsung; um caixa de som JBL; e um cartão de débito em nome de uma pessoa desconhecida da família. TRÁFICO TRÊS- Já o terceiro caso, foi na Vila Regina, região da Linha Férrea, que tem sido um ponto cobiçando por traficantes por ser de difícil acesso. Era tarde, de 04 de maio, na Rua Regina Alves Pereira, esquina com XV de Novembro, quando chegaram denúncias que um indivíduo, da família Lage, de 29 anos, estava vendendo droga. Para despistar a PM, ele buscava próximo aos trilhos e entregava para os usuários. Ao avistar a equipe, tentou evadir-se, porém foi contido. No local, que servia de esconderijo, foi encontrada uma pedra compacta de crack. Com apoio da equipe Canil, os cães encontraram em mais drogas em dois outros locais diferentes, pensando 81 gramas de maconha. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário