quinta-feira, 26 de novembro de 2020

AGRESSÕES - Jandaia e Marilândia do Sul com caso de violência doméstica

 

Em Jandaia a mulher pedia socorro na Rua no Bairro Vila Rica. Já em Marilândia, o marido foi acusado de acertar o filho com uma lata de cerveja e ameaçar esposa no Distrito de São José 

JANDAIA  - Em Jandaia do Sul, a equipe da Polícia Militar socorreu uma mulher, de 18 anos, e prendeu o amásio dela, de 22 anos, acusado de agressão, no dia 25 de novembro, às 22 horas, na Rua dos Josefinos, no Bairro Vila Rica. "Foi recebida denúncia informando que havia uma mulher gritando por socorro e que ela era agredido por seu marido. No local, fizemos contato com a moradora, a qual relatou que seu amásio, por motivos fúteis, a agrediu com socos e empurrões, causando hematomas na parte inferior do olho direito, assim como inchaço no mesmo, nariz e boca. Diante dos fatos, o jovem recebeu voz de prisão e foi levado para delegacia de polícia Civil", informou a Polícia Militar. Ambos estavam com odor etílico.  MARILÂNDIA - O segundo caso, também foi registrado em 25 de novembro,  às 21h25min, na  Rua  São Pedro,  no Distrito São José em Marilândia do Sul. O acusado tem 33 anos, e a vítima 32. Consta que a feminina foi  ameaçada pelo esposo e que seu filho havia sido agredido.  Os soldados chegaram no endereço e  e encontraram o homem, de 33 anos, com corte na cabeça. Já a mulher, confirmou que seu marido chegou  embriagado e passou  a realizar ameaças contra ela e o filho deles, de 12 anos, dizendo que iria matá-los.  Depois pegou uma lata de cerveja cheia e jogou na criança,   acertando seu rosto do lado esquerdo, instante em que ela reagiu com um rodo, o acertando  na cabeça. Em seguida, foi para a casa da vizinha, onde acionou o 190. Com a chegada da PM, todas as providências foram tomadas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário