terça-feira, 4 de maio de 2021

Aulas presenciais não retornarão na próxima semana no NRE

Aulas presenciais não retornarão na próxima semana no NREA possibilidade de as aulas presenciais voltarem na região na próxima semana foi descartada. A chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE) de Apucarana, Cristiane Cesárea Pablos Rossetti informa que os critérios definidos pela Secretaria Estadual de Saúde estão em análise para definir as instituições de ensino que retomarão as atividades presencialmente. “Neste momento não há possibilidade, mas já estamos nos organizando para voltar”, afirma. 

De acordo com ela, o núcleo acionou os diretores das escolas e também a prefeitura dos municípios pertencentes ao NRE de Apucarana solicitando o levantamento de informações sobre a disponibilização de transporte coletivo por parte do município, o número de agentes 1 e 2 nas escolas (profissionais que atuam na limpeza, cozinha e secretaria das instituições), número de professores fora do grupo de risco e de alunos em vulnerabilidade sem acesso a equipamentos digitais para realizar as atividades remotas.

“No primeiro momento a secretaria determinou que entrássemos em contato com os municípios para saber se também começarão com as aulas presenciais, pois dependemos do transporte municipal. Mas na nossa região, nenhum município retornará no dia 10”, informa. 

A chefe diz que a retomada ocorrerá gradativamente e acredita que a vacinação da categoria contribuirá para um retorno com segurança. “Existe uma grande expectativa com a vacinação de professores de 55 a 59 anos, conforme os lotes forem chegando. Lembrando que até mesmo professores com 60 anos já estão sendo vacinados. Com muita calma e ponderação os professores vão gradativamente voltar para as salas de aula”, assinala.

Em Arapongas, a educação informou que o retorno das aulas só acontece após a imunização de todos os profissionais da saúde.

O Governador Ratinho Junior informou que a rede estadual de ensino do Paraná terá, a partir de 10 de maio, uma volta gradativa às aulas presenciais. O retorno deve acontecer paralelamente à vacinação dos profissionais da Educação, programada para este mês, e em um momento de queda na taxa de transmissão e nos indicadores de contágio.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário